Please reload

Posts recentes

O MÉTODO GDS E SEUS ARQUÉTIPOS

19.04.2011

1/2
Please reload

Posts em destaque

QUIZ - dia 22 a 30 de junho 2015

. 22 junho 2015

 

Vamos relembras os assuntos dos últimos QUIZ que publiquei.

 

Nossas CADEIAS ARTICULARES constituem um sistema de três massas (pélvica, torácica e cefálica) e suas três respectivas alavancas. Cabe às alavancas se movimentarem através de pivôs acionados por nossas CADEIAS MUSCULARES. OK até aí ?

 

Continuando … Entre todos os pivôs "mecânicos" encontrados no corpo, cada cadeia muscular possui um, que chamamos de PIVÔ PRIMÁRIO da pulsão psicocorporal. No instante que acontece uma MOTIVAÇÃO, é deflagrada a atividade de músculos nesse local, que por reflexo miotático, recrutará todo um encadeamento de músculos específicos. O corpo, então, assumirá uma forma característica dentro da linha de referência GDS.

 

Em uma situação fisiológica, os músculos deveriam reestabelecer o desequilíbrio desencadeado por essa motivação, e assim, transitarmos de uma atitude postural para outra. Certo ?

 

O QUIZ de hoje envolve as seguintes questões: QUAL A MINHA MOTIVAÇÃO, O PIVÔ PRIMÁRIO, OS MÚSCULOS ENVOLVIDOS E A AÇÃO DEFLAGRADA.

 

A minha necessidade de afeto (que está relacionada a estrutura psicocorporal AM) acionará seu pivô primário que encontra-se no joelho.

 

…… Q U E S T Ã O : ……

 

É a ação muscular do reto do abdome e a das fibras esternais e costais do músculo peitoral maior que serão os motores dessa pulsão. Assim, no plano sagital, observaremos um desequilíbrio anterior do corpo (AM - anteromediano), onde as massas estarão, predominantemente, a frente do eixo de referência.

 

QUAL DAS RESPOSTAS ABAIXO SÃO VERDADEIRAS ?

 

a) Sim, é verdade. A ação muscular e o desequilíbrio mecânico das massas acontece exatamente desta forma.

 

b) Com relação aos músculos envolvidos, a afirmativa é falsa. Em AM, é a ação do músculo gastrocnêmio medial e do músculo grácil os motores dessa pulsão.

 

c) A questão é completamente falsa pois descreve as ações e comportamentos mecânicos de uma necessidade de ideal (PA) e não de afeto (AM).

 

d) Quanto ao posicionamento das massas corporais, na verdade, observaremos em AM um desequilíbrio posterior do corpo e não anterior. Por essa razão, as massas estarão, predominantemente, atrás do eixo GDS de referência.

 

e) todas as opções estão erradas ! essa história de GDS é coisa de maluco e o Alexandre está perdendo o tempo dele tentando agitar esse grupo !!!

 

 

....................................................................................................................................

 

 

 

 

. 24 de junho 2015

 

oi … percebi que no QUIZ que apresentei o tema “MOTIVAÇÃO, O PIVÔ PRIMÁRIO, OS MÚSCULOS ENVOLVIDOS E A AÇÃO DEFLAGRADA”, muitos confundiram FEUDO com PIVÔ PRIMÁRIO. A “pegadinha” é a única forma que encontrei para criar algum tipo de dificuldade. Entendem ?

 

Então … Segue um texto organizando esse assunto sobre as estruturas do eixo principal. Ao final, farei uma pergunta. OK ? No próximo post colocarei as estruturas do eixo relacional.

 

Entre todos os pivôs "mecânicos" encontrados no corpo, cada cadeia muscular possui um, que chamamos de pivô primário da pulsão psicocorporal. Esse pivô, que também atua na mecânica, se diferencia dos demais, por ser o lugar específico do corpo onde uma motivação se materializará. No instante que acontece uma motivação, é deflagrada a atividade de músculos nesse local, que por reflexo miotático, recrutará todo um encadeamento de músculos específicos. O corpo, então, assumirá uma forma característica dentro da linha de referência GDS.

Assim, minha necessidade de ação (que está relacionada à estrutura psicocorporal PM) acionará seu pivô primário no TORNOZELO através do músculo SÓLEO. A ação muscular tracionará a TÍBIA POSTERIORMENTE, gerando uma cascata de ativações musculares (encadeamentos), desequilibrando o corpo PARA FRENTE do eixo de referência. Em uma situação fisiológica, os músculos deveriam reestabelecer o desequilíbrio desencadeado por essa motivação, e assim, transitarmos de uma atitude postural para outra. Nesse caso, nos referimos a uma "linguagem falada" do corpo.

 

Já a minha necessidade de afeto (que está relacionada a estrutura psicocorporal AM) acionará seu pivô primário que encontra-se no JOELHO. Agora é a ação do GASTROCNÊMIO MEDIAL e GRÁCIL que serão os motores dessa pulsão. No plano sagital, veremos um desequilíbrio POSTERIOR, onde as massas estarão, predominantemente, ATRÁS do eixo de referência.

 

As estruturas PA e AP estão associadas ao ideal. PA têm seu pivô primário ( ……… ) e AP, ( ……… )

 

a) no pescoço, não possui pivô primário.

b) no crânio, nos membros.

c) no crânio, no pescoço.

 

 

....................................................................................................................................

 

 

 

 

. 29 de junho Vamos continuar de onde parei na semana passada ( QUIZ ) ... no exato momento em que ocorre uma motivação, é deflagrada a atividade de músculos no pivô primário da pulsão psicocorporal que, por reflexo miotático, recrutará todo um encadeamento de músculos específicos. O corpo, com suas massas e intermassas, assumirá uma forma dentro da linha de referência GDS.

 

Em uma situação fisiológica, os músculos deveriam restabelecer o desequilíbrio desencadeado por essa motivação e, assim, transitarmos de uma atitude postural para outra. Godelieve Denys Struyf reuniu estas diversas possibilidades de atitudes psicocorporais e as chamou de ( .........)

 

a) Arquétipos ou Tipologias

 

b) Posturas Estáticas

 

c) Flash

 

 

....................................................................................................................................

 

 

 

. 30 de junho de 2015

 

Como prometido. QUIZ … CASO CLÍNICO.

 

Quando uma tipologia se expressa no corpo e corresponde ao potencial de base (lembrar do exemplo dos "potes vazios") podemos dizer que as cadeias musculares e articulares estão em sintonia com a livre expressão psicocorporal. Porém, se essa tipologia é adquirida sem um potencial de base correspondente, pode "sufocar" as demais estruturas psicocorporais, que de fato, constituem o potencial. Neste último caso, as estruturas em excesso acabam se tornando antagonistas em vez de complementares para o bom equilíbrio mecânico e psíquico.

 

PHILIPPE CAMPIGNION descreve que as massas refletem nossa estrutura arquetípica, enquanto as intermassas possibilitam a adaptabilidade das massas. O autor cita: "Se eu não posso alterar a forma da minha cabeça, nada me impede de modificar sua posição no espaço, inclinando-a para trás ou para frente". Em um esquema fisiológico, a massa é um local de resistência, enquanto as intermassas são as zonas de elasticidade do corpo. Porém, em uma situação patológica, as massas se tornam móveis, ou seja, observamos que as estruturas que funcionariam como "juntas de dilatação" precisam ampliar em demasia seu movimento. Assim sendo, constatamos que foram os ligamentos hiper-solicitados nas zonas de resistência, que precisaram recorrer à ajuda dos músculos para manter a integridade articular. Os encadeamentos musculares fixados fora de seus eixos mecânicos desorganizarão todo um segmento corporal e até mesmo o corpo como um todo.

 

CASO CLÍNICO. Paciente com dor na face medial de joelho direito. No Flash, observamos desequilíbrio das massas posteriormente. Na avaliação segmentar, marcas diversas sobretudo em AM. Testes palratórios na bacia constataram isquios fechados e sacro contranutado. Nos testes de elasticidade encontramos bloqueios nas articulações do quadril e do joelho (bilateral). Segue em anexo um prontuário para que você encontre o “fio condutor de estratégia de trabalho” mais adequada com o objetivo de restaurar a organização mecânica global e principalmente da bacia, devolvendo a penta-coordenação entre todas as estruturas.

 

RESPOSTAS

 

a) Eu não avaliei adequadamente a pulsão, as marcas, os testes de elasticidade e acabei seguindo um fio condutor de uma estratégia terapêutica equivocada.

 

b) sim … meu paciente / aluno encontra-se, agora, bem organizado e estruturado. Tem adaptabilidade e se ajusta as diversas necessidades psicocorporais.

 

c) Não fui capaz … irei indicar um outro terapeuta GDS e preciso fazer a reciclagem do ciclo básico (Rio de Janeiro 27 a 30 de AGOSTO de 2015) e de biomecânica (que inicia em outubro).

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Please reload

Me siga !